Como Mantrar

66
As palavras escolhidas devem ter caráter puro e positivo, como por exemplo: paz, luz, saúde, prosperidade, consciência, amor, etc. Você poderá também fazer afirmações positivas, salmos, e visualizações. Podem ser também utilizados mantras e orações conhecidos de religiões e filosofias, pois em sua essência, todas desejam o bem e a prosperidade do homem em todos os sentidos.

O número de voltas deve ser aumentado proporcionalmente à disponibilidade de tempo, lugar e circunstâncias do praticante, a hora matinal antes das atividades diárias, é mais aconselhada. O ideal na recitação de mantra é cantarmos quatro voltas bem cantadas.

O ideal do Mala é que fique suspenso, com a mão direita do Yogi na altura do coração.

O polegar representa seu chakra da garganta e o dedo do meio representa o éter divino no chakra do coração. Assim, como estamos nos comunicando com seres elevados do plano etéreo, este mudra aumentará nosso poder de comunicação espiritual.

Mantenha a mente firme prestando a atenção em sua respiração, nas contas e em seu mantra.

Segure a primeira conta entre o polegar e o dedo médio e faça a recitação para esta conta, passe para a segunda, repita o mantra, passe à terceira e assim por diante até completar as 108 contas.

Ex: Enquanto puxa uma conta, inale, entoe o mantra “OM NAMAH SHIVAYA”, enquanto exala.

Os Japamalas possuem a 109ª contas, ela costuma ser maior e diferente das demais. Essa conta chama-se Guru ou Meru. É importante não “pular ou passar por cima” dessa conta principal. Ela representa a Energia Cósmica, a divindade ou o seu objetivo. Chegando-se nela, reinicia-se a contagem virando o mala. Você pode continuar as repetições, quantas vezes quiser, mas sempre que chegar na conta principal deve-se retornar e jamais passar por cima dela.

O ideal seria utilizar um Mala para cada mantra. Quando utilizar o seu mala com um novo mantra, a energia do novo mantra começará a substituir a energia do mantra anterior.

COMO FUNCIONA O MANTRA

O mais importante do mantra é a devoção, pois esta sai do coração e não da mente, já que orações repetitivas apenas de forma mental não tem valor algum. Então a primeira coisa que se deve fazer é ter uma atitude mística, santa, devotada, em profunda gratidão e adoração. Se você tem simpatia pelo oriente use mantrans indianos como o “Hare Krishna”, “On Namah Shivaya”, ou ainda mantrans Tibetanos como “Om Tare Tutare Ture Sohá” ou ainda “Om Mani Péme Hung” ou escolha algum mantram devocional ou pequena oração de sua preferência. Caso tenha mais simpatia pelo cristianismo pode-se também, com a mesma eficácia, usar: “Cristo Bendito, Cristo Amado, Cristo Santíssimo, ajuda-me, cura-me, purifica-me”. Lembre-se de que Vishnu, Krishna, Cristo, Logos Solar, etc. são nomes da mesma divindade. Estas práticas devem ser feitas muitas vezes ao dia, em casa, no trabalho, na escola, no ônibus, se puder faça em voz alta, caso contrário, faça mentalmente, mas sempre buscando uma atitude mística e devocional, não se esqueça.

Seu Mala pode ser imantado com o poder de “Japa”de seu mantra, para isso você precisará praticar todos os dias, por pelo menos 40 dias seguidos. Após 108 dias o mala ficará carregado da energia do poder do mantra entoado/ murmurado/ meditado, e você poderá colocá-lo ligeiramente sobre si ou em outros, para transmitir a energia do mantra, armazenada na mandala de luz, formada em seu Mala.